Fundos imobiliários quanto rendem R$100 fizemos o cálculo para você: Explicaremos passo a passo o que são FIIs, vantagens e desvantagens de investir.

Você é daquelas pessoas que acha que precisa de muito dinheiro para investir? Então tente acabar com esse pensamento agora mesmo. Então hoje vou te mostrar quanto rende R$100 em fundos imobiliários.

Veja aqui neste artigo todas as dicas que preparamos para você sobre fundos imobiliários.

Fundos imobiliários quanto rendem R$100 fizemos o cálculo para você
Fundos imobiliários / Fotos Canva Pró

Fundos imobiliários: Aliás, você sabe o que são FIIs? 

Os fundos de investimento imobiliário são como um conjunto de recursos de vários investidores que têm o objetivo comum de investir em imóveis. Isso pode incluir várias propriedades. Desde edifícios comerciais e shopping centers até galpões industriais. Os FIIs são interessantes porque permitem que qualquer pessoa invista em imóveis sem precisar comprar o imóvel diretamente. Em vez disso, são compradas cotas de fundos, que por sua vez investem em diversas propriedades. Portanto, os retornos geralmente derivam do aluguel e da valorização desses ativos ao longo do tempo.

Tipos de fundos imobiliários:

No Brasil, os FIIs se diversificaram em diversas categorias que você pode escolher de acordo com seu perfil e objetivos de investidor. Veja abaixo os tipos de FIIs existentes:

  • Fundos tijolos: investem em projetos imobiliários nos seus diversos mercados e fases (residencial, comercial, turismo – fase de compra de terreno, promoção ou construção).
  • Fundos de papel: investem em dívidas decorrentes de transações imobiliárias como CRI, bonds, LCI, etc.
  • Fundos de fundos: produtos que adquirem cotas de outros fundos.
  • Fundos híbridos: são ativos financeiros cuja carteira possui ações de cada uma das modalidades acima sem predomínio de nenhuma modalidade.
  • Fundos de desenvolvimento: nesta categoria os investimentos são direcionados a oportunidades em empreendimentos imobiliários que ainda estejam em fase de construção ou desenvolvimento.

Vantagens dos fundos imobiliários:

E antes de partir para saber quanto rendem R$100 em fundos imobiliários, claro que vale a pena conhecer um pouco sobre o lado positivo desse tipo de investimento. E nesse contexto os FIIs se destacam com uma série de vantagens.

Claro, a começar pelo fato de que é possível investir em FII com pouco dinheiro. 

Ou seja, esses R$100 podem virar mais dinheiro ao final do período determinado. E há a questão da diversificação.

Portanto, ao investir em FII, sua carteira terá pelo menos um produto de retorno variável, que, veja bem, tem menor volatilidade que as ações. Aqui está outra vantagem dos fundos imobiliários.

Além da diversificação, os FIIs oferecem notável liquidez e são negociados em bolsa. Isso permite que os investidores comprem ou vendam facilmente suas ações. Outra vantagem significativa é a isenção de impostos. No Brasil, os rendimentos distribuídos aos acionistas são isentos de imposto de renda, tornando os FIIs uma opção fiscalmente eficiente.

Também não esquecemos que os fundos imobiliários têm a vantagem de repetidos pagamentos mensais de dividendos.

E quais são as desvantagens do FII?

Porém, como qualquer investimento, os fundos imobiliários têm seus riscos. 

Podemos dizer que o lado negativo do investimento são os longos prazos. Como os investidores locais ainda estão muito incomodados com as atuais flutuações nos valores das ações.

Outras desvantagens dos FIIs incluem a possibilidade de os imóveis ficarem vagos (risco de vacância) ou perderem valor no mercado (risco de desvalorização). Estes são factos a considerar. Além disso, a qualidade da gestão dos fundos é fundamental, pois uma gestão ineficiente pode afetar negativamente os retornos.

Fundos imobiliários: Principais FIIs do mercado.

  1. Índices de Preços Kinea (KNIP11): Índices de Preços;
  2. Kinea Rendimentos Imobiliários (KNCR11): Dívida;
  3. CSHG Logística (HGLG11): Logística;
  4. Maxi Renda (MXRF11): Híbrido;
  5. XP Malls (XPML11): Shopping Centers;
  6. RB Cap Empreendimento Residencial IV (RBIR11): Empreendimento residencial.

Se você está se perguntando o que são essas letras e números entre parênteses, não se preocupe, explicarei tudo. Eles são chamados de tickers. São os códigos utilizados na bolsa de valores brasileira, a famosa B3, para identificar e negociar uma determinada ação.

Quais são os fundos imobiliários mais rentáveis?

Ainda assim, dada a variedade de ativos que os FIIs podem constituir, é difícil falar em fundos mais rentáveis.

No entanto, dada a elevada taxa de juro atual, os novos fundos de dívida (até dois anos de maturidade) serão maioritariamente mais rentáveis ​​em comparação com outros tipos de FII. Os fundos de desenvolvimento residencial já maduros (com mais de 5 anos) podem ter rentabilidade semelhante, mas ainda inferior à dos fundos de dívida. Os fundos de renda passiva, se tiverem vacância baixa e controlada (abaixo de 5% com bom mix de contratações – novas e antigas), ficam em terceiro lugar.

Quanto rende R$100 em fundos imobiliários?

Agora que você já sabe o que são FIIs, como funcionam, tipos, vantagens e desvantagens, vamos praticar? quanto rendem R$100 em fundos imobiliários?

Veja aqui as seguinte simulação:

Quanto rende R$ 100 em FII após:

  • 1 mês: cerca de R$ 0,70;
  • 6 meses: mais ou menos R$ 4;
  • 1 ano: aproximadamente R$ 8;
  • 2 anos: cerca de R$ 18;
  • 5 anos: mais ou menos R$ 52;
  • 10 anos: aproximadamente R$133.

Dado o rendimento médio de dividendos cotado de 8,5% ao ano, podemos usar juros compostos para calcular o retorno de um investimento de R$100 em FII em diferentes períodos.

Quanto dão outros valores em FII?

Tem interesse no retorno financeiro de outros valores dentro de fundos imobiliários? Por isso, fique de olho na Inteligência Financeira, pois produzimos uma série de conteúdos em torno desse tema.

Aliás, você já pode conferir aqui esse relatório de quanto rendem R$ 5 mil em fundos imobiliários.

Facebook Comments Box